24 de junho de 2009

Evangelista fala em possível inscrição imoral de jogadores do Estrela da Amadora

Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), afirmou esta quarta-feira que seria imoral se o Estrela da Amadora conseguisse cumprir os pressupostos financeiros para a inscrição de jogadores na Liga Sagres para a época 2009/2010.
"Toda a gente está à espera de uma resposta adequada àquilo que foi a situação de incumprimento. Não acredito em milagres. O trabalho tem de ser feito ao longo da temporada. A verdade é que seria imoral se o Estrela, não tendo cumprido ao longo da temporada, viesse agora a ter um tratamento anormal", afirmou.

O Estrela da Amadora não pagou qualquer ordenado aos seus futebolistas ao longo da última temporada, tendo visto grande parte dos seus jogadores rescindirem os contratos.
Joaquim Evangelista diz que não quer acreditar que "possa haver uma habilidade que venha a permitir a inscrição, seria um caso a acrescer àqueles que afectam o futebol português. Compete agora à Liga exigir rigor para a próxima época. Isso começa no licenciamento. Todos sabemos quais foram os prevaricadores reincidentes, que não respeitaram as regras e que não merecem estar no futebol profissional. Vamos acreditar que esses não vão estar a competir, porque não têm condições para isto", vincou.
O presidente do SJPF, lamentando o excesso de jogadores estrangeiros no futebol nacional, defendeu um maior investimento nos futebolistas portugueses.

ps - Como é que um clube que não pagou um único salário aos seus jogadores pode pretender participar numa competição profissional? Só em Portugal mesmo... que descaramento!

Sem comentários:

Publicar um comentário